Vale a pena deixar de atualizar o parque para obter um menor custo de impressão?



Em tempos de crise é esperado que os gestores que contratam o serviço de outsourcing de impressão estejam focados exclusivamente na redução do custo de impressão, deixando a análise de outros importantes fatores para outro momento.

Uma prática usual se apresenta quando da renovação do contrato de outsourcing de impressão.

Movidos pelo desejo de manter o custo de impressão baixo, alguns gestores permitem que o prestador de serviço mantenha o parque atual de impressoras e multifuncionais. (veja também o vídeo “reduza em 30% os custos com impressão”).

Em outras palavras, abrem mão da renovação do parque para não ter que carregar o custo de depreciação do novo parque, na expectativa que terá um custo mais baixo.

Erro grave. Gravíssimo!

Lembre-se que uma impressora possui vários componentes mecânicos que se desgastam naturalmente com o uso e passar do tempo. Mesmo com manutenções periódicas, o risco de uma parada inesperada é muito grande.

Soma-se a esta situação, equipamentos que já estão fora de linha, portanto, com maior dificuldade na reposição de peças. Lá se vai a confiabilidade do parque.

O resultado desta equação? Equipamento parado. Quanto custa uma impressora parada na expedição? No faturamento? Na liberação de uma ordem de produção?

Vale a pena correr o risco?

Outro aspecto importantíssimo que deve ser considerado é a obsolescência tecnológica do parque.

Equipamentos com mais de 4 ou 5 anos não suportam, em muitos casos, aplicações que estão sendo neste momento demandadas pelos usuários. Simplesmente o equipamento não tem o recurso embarcado.

Possibilidade de instalação de soluções para digitalização, automação de processos, soluções de retenção de impressão, liberação por crachá, entre outros, são alguns dos recursos que um parque de impressão antigo não permite.

Neste caso, a métrica é a produtividade das equipes e confiabilidade nos processos.

Tempo é dinheiro, não?

Por isso, não se deixe enganar com a falsa expectativa que um parque de impressão depreciado irá proporcionar um custo de impressão menor. Na primeira ocorrência de não impressão de um documento importante, todo ganho se perderá.

Com projetos totalmente customizados de forma personalizada, a Tecnoset faz um planejamento e dimensionamento dos modelos e quantidades de equipamentos para as atividades que serão desenvolvidas (leia também “como escolher o melhor outsourcing de impressão”).

Com uma ampla variedade de modelos, advinda dos parceiros de tecnologia de hardware – marcas internacionais renomadas – a Tecnoset instala o equipamento mais atual e adequado para cada grupo de usuários, buscando eficiência operacional com baixo custo de impressão.

A Tecnoset entrega resultados ainda melhores, agregando ferramentas eficazes que visam a não impressão e garantem uma significativa redução de custos aliada a um aumento de produtividade, automação de processos e segurança da informação.

Precisando de ajuda? Fale com a Tecnoset!