O desenvolvimento da tecnologia possibilita o avanço dos negócios ao promover rapidez, produtividade, melhoria na comunicação, controle de qualidade e redução de custos gerais. Esses benefícios – e tantos outros – só são possíveis em função da automatização de TI nas empresas.

Ao investir nessa frente, a organização dispõe de softwares, equipamentos e sistemas que realizam tarefas e processos com o mínimo de interação humana. Com a TI, os mais diversos setores passam a utilizar ferramentas cada dia mais sofisticadas visando a otimização dos processos – desde os simples até os mais avançados.

É por isso que vale tanto a pena dedicar tempo – e investimento – ao assunto “automação de TI”. Dependendo de como essa jornada for conduzida, algumas das vantagens são a criação de rotinas ágeis, diminuição da incidência de erros e a manutenção da empresa em alto nível de competitividade. 

Isso não é apenas mais uma conversa para vender tecnologia, mas o retrato real da transformação digital. Lidar com a tecnologia pode exigir um certo nível de treinamento, sim, mas é o que vai fazer com que as organizações produzam mais, em menos tempo e com maior nível de segurança.

E nós temos como provar!

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, empresas brasileiras de médio e grande porte investem, aproximadamente, 7,7% de seu faturamento líquido em investimentos voltados à tecnologia. 

Além disso, através da utilização de recursos avançados como Inteligência Artificial, Realidade Virtual e Realidade Aumentada, é esperado que 70% das organizações possam experimentar tecnologias imersivas até o final deste ano, segundo o Gartner.

Trocando em miúdos, mais e mais organizações buscam investir na automação dos seus processos e atividades por meio da TI, em especial para os trabalhos repetitivos ou de alta necessidade de precisão, como é o caso do tratamento de dados.

Nesse sentido, a automação de TI torna o ambiente mais moderno e dinâmico, trazendo escalabilidade e velocidade imprescindíveis a qualquer negócio. 

Você já começou a transformação digital por aí? Veja as nossas dicas para promover a automação de TI na organização e cumprir esses e outros objetivos de mercado: 

#1 Servidor em nuvem 

Esse recurso utiliza dados, memória e armazenamento em computadores e servidores hospedados e fornecidos em uma rede de internet, podendo ser acessado sob demanda por vários usuários.

E como automatizar o processo? Simples: em nuvem, ele pode executar todas as funções de um servidor físico tradicional, com mais eficiência operacional à medida que a solução disponibiliza dados em tempo real para diversos dispositivos que só precisam estar conectados à internet.

O servidor em nuvem funciona por meio de virtualização. Trata-se de um conjunto de equipamentos que, sincronizados, armazenam e processam dados de maneira remota. Assim, em vez de montar vários servidores, a estrutura remota não ocupa espaço, representa menos risco e oferece maior disponibilidade.

#2 Sistemas de gestão integrada (ERPs)

Os sistemas de gestão integrada, ou ERPs, fornecem tecnologia capaz de melhorar os processos internos da empresa a partir da integração de atividades de diversos setores, como vendas, finanças, estoque e RH.

O recurso centraliza as informações em uma única plataforma que permite fluxos de dados corporativos simplificados – e facilidade no compartilhamento com pessoas autorizadas. As ferramentas de gestão fazem da coleta e do processamento de dados internos práticas mais precisas, mantendo os registros de transações corporativas em um ambiente centralizado.

#3 Backup remoto

O backup é uma cópia de segurança dos documentos sensíveis. Antigamente, era realizado por meio de pen drive, CDs, HDs externos e – aguenta, coração – disquetes.

Hoje temos o recurso do backup remoto, em que todas as informações são enviadas para um ambiente em nuvem que garante alta confiabilidade das cópias, recuperação de registro e mobilidade de acesso. Com ele os dados podem ser pesquisados de qualquer lugar, bastando ter conexão com a internet e senha do usuário para manuseá-los.

#4 Softwares de monitoramento

Monitorar recursos de TI é uma forma de garantir disponibilidade aos serviços digitais da empresa. Por meio de soluções automatizadas é possível avaliar a segurança e potencial sobrecarga de sistemas e equipamentos de rede, identificando falhas e verificando medidas de otimização.

Isso torna a gestão mais eficaz e pode impactar positivamente a experiência do cliente.

E uma dica extra: invista em terceirização

Cada empresa tem uma razão de existir e uma fatia de participação em seu mercado. Para que seu sucesso seja crescente, a atividade-fim a que se destina deve estar sempre no foco de todas as ações.

Por isso, em vez de gastar tempo e energia da automação de TI, conte com parceiros que sejam qualificados nesse assunto. O outsourcing, que pode ir desde uma consultoria simples até a montagem do parque de equipamentos dedicados às entregas da organização, é a forma mais barata e eficiente de ter um setor de informação altamente capacitado e instrumentos de trabalho funcionando em alta disponibilidade, sempre atuais às exigências de cada mercado.

Quer entender mais como a Tecnoset pode te ajudar nesse quesito? Agende um papo com um de nossos especialistas!