O 5G está chegando com a promessa de revolucionar a forma que nos conectamos, com uma conexão fluida suportando muito mais aparelhos com menos consumo de energia. Essa é uma oportunidade para diversos segmentos, incluindo educação. Especialmente quando falamos em educação pública.

A previsão é que o 5G conecte 85% das escolas brasileiras até 2028, segundo o ministro da comunicação. Além de entregar mais conexão dentro das escolas, o que mais podemos esperar para os próximos anos no Brasil? Criamos este texto para falar mais sobre o 5G e como ele será fundamental para a educação pública brasileira. Boa leitura!

Entendendo o 5G

Antes de falar sobre a conectividade na educação pública, é importante deixar claro o que é o 5G. Vamos dividir a explicação em 4 pontos fundamentais sobre essa tecnologia:

Velocidade

A largura de banda do 5G é maior, o que significa um salto de conexão 30 vezes mais rápido. Com isso, teremos novas possibilidades, já que um vídeo extenso que demora hoje 2 minutos para carregar, passará a carregar em menos de 3 segundos.

Latência

A latência também será maior, que nada mais é do que o tempo de resposta. Imagine que quando você dá um comando no computador ou dispositivo móvel, ele encaminha esse dado, que é processado, e então devolve a ação. Como esse tempo será muito reduzido, não iremos perceber mais a diferença entre interagir com a própria máquina.

Conexões simultâneas

Com o 5G, uma única antena será capaz de se conectar a uma quantidade grande de dispositivos. Isso possibilitará o uso de mais dispositivos móveis conectados ao mesmo tempo, sem perder a velocidade e latência. Isso será favorável, inclusive, quando o assunto for IoT.

Eficiência energética

Comparada com o 4G, o 5G terá eficiência energética 100 vezes maior. O que significa que mesmo com conexões simultâneas, haverá economia de energia se comparado com a tecnologia que temos atualmente. Uma informação muito positiva quando falamos sobre responsabilidade ambiental, inclusive.

5G e educação pública

Mas afinal, o que podemos prever sobre o 5G na educação pública? Além de se beneficiar com uma internet com todas as características descritas acima, o que possibilitará uma metodologia de ensino mais globalizada e dinâmica para alunos da rede pública, os avanços tecnológicos permitirão que soluções tecnológicas sejam introduzidas com maior facilidade no dia a dia dos alunos.

Um exemplo é o Wi-Fi Marketing, que permite análise de perfis de acordo com os dados coletados, envios específicos de comunicados para alunos e responsáveis, informações sobre eventos, data de provas e demais atividades escolares, e até aplicação de pesquisas de satisfação, o que garante estratégias mais assertivas dentro de escolas e dá maior visibilidade para a prefeitura que utiliza, se aproximando do cidadão.

Além disso, é possível conectar diversos dispositivos à rede sem fio, fazendo o controle de acessos de maneira remota através de uma plataforma que concentra as principais informações. Assim, as instituições de educação poderão se modernizar mais rapidamente, com processos automatizados.

E a segurança das informações oferecidas pelo WI-FI Marketing para  alunos e demais usuários é garantida, evitando o vazamento de dados e problemas jurídicos, uma vez que o parceiro escolhido seja de confiança .

Atualmente, um dos maiores empecilhos para que escolas e universidades públicas se modernizem quando o assunto é conectividade é a impossibilidade de investir ou ampliar a sua infraestrutura de rede, passo fundamental para garantir soluções mais avançadas como o Wi-Fi Marketing. Com o 5G, o cenário permitirá avanços rápidos e otimistas.

Para saber mais sobre como garantir uma experiência completa em instituições de ensino da rede pública, fale conosco. Sem compromisso, você entenderá melhor como impactar a vida do cidadão e posicionar o seu governo como referência no Brasil!

Leia também: Conheça mais sobre o uso da tecnologia na educação